segunda-feira, fevereiro 27, 2006

LOCAL: Sol, muito frio e algum Carnaval…

A Avenida do Brasil encheu-se de público para assistir ao desfile de Carnaval na Figueira da Foz. Sol radiante, muito frio, vento e algum Carnaval… animaram os milhares de pessoas que presenciavam o corso.

A anunciada chuva felizmente não apareceu para estragar o Carnaval da Figueira e o público compareceu em número bastante satisfatório. Com ligeiros minutos de atraso, o desfile arrancou mas progrediu com muita lentidão, o que quase fez desesperar o público.

A primeira Escola de Samba “A Rainha”, que abria o desfile, demorou hora e meia para percorrer os primeiros 300 metros até chegar à tribuna, com a particularidade de irem muito dispersos e sem o apoio da “bateria”. Valeu-lhes o colorido dos fatos, das plumas e das penas, dos corpos esbeltos e belos das jovens, para tornar menos monótono o desfile.

No final do corso, a escola de samba “Unidos do Mato Grosso” apresentava-se muito mais compacta, com um efeito visual muito agradável, só pecou por manter uma distância enorme (mais de 250 metros do grupo da frente) e como estava frio, muita gente abandonou o recinto e já não esperou pela escola nem pelos “reis”.

A partir do grupo “El Dorado” até ao carro da Junta de Freguesia de Buarcos, o corso decorreu com regularidade, sem grandes espaços, muita simplicidade, alegria e criatividade. Crítica social era visível no carro “Emergir Portugal”, com o conhecido Alexandrino “Firme e Hirto” à cabeça do grupo.

Dos recados deixados destacamos um: A ponte dos Arcos/Cumpriu a sua missa/Agora é o entrave/Prá sua circulação. Depois mais um outro apontamento num ou noutro carro, mas os tons “abrasileirados” dominavam o desfile.

Estiveram envolvidos mais de 700 foliões distribuídos por 11 carros e 7 grupos que, a exemplo duas últimas edições, o desfile faz-se no sentido nascente-ponte (Ponte Galante-Buarcos), na faixa do lado do mar, abrindo com a escola de Samba “A Rainha”, com o tema “as 1001 noites”, seguindo-se os grupos/carros “El Dorado, Feitiços/Os Feiticeiros do Samba, Emergir Portugal, Periferiaactiva, Cabaret, Os Loucos Anos Vinte, A Vida na Idade da Pedra/Lavos na Idade da Pedra, O Lago das Libelinhas, O Berço das Promessas, Quando for grande… vou ser ministro, Junta de Freguesia de Buarcos, Escola de Samba Unidos do Mato Grosso, com o tema “Jesus de Nazaré”, Foliões e o carro dos reis”.

Não há prémios monetários, apenas troféus, para os melhores carros e grupos, cujos resultados só são divulgados pelo júri (Lina Cação, José Elísio e Carlos Moço) no final do desfile de amanhã, que é igual excepto, no começo que abre com a Escola de Samba “Unidos do Mato Grosso” com o tema “Jesus de Nazaré” e fecha com a Escola de Samba A Rainha.

in Diário de Coimbra

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Cool blog, interesting information... Keep it UP gaba calm nutritional supplement Rent gps car La paz fishing topography mib slot machine best strategy

6:43 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Keep up the good work video editing programs

7:34 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home